Crise financeira internacional por Carlos Ghosn, o brasileiro presidente da Renault-Nissan

28out08
Nytimes

Carlos Ghosn "Ainda não vimos o pior." Imagem:Nytimes

O presidente da Renault-Nissan, o brasileiro Carlos Ghosn, declarou na terça-feira (28) que a crise financeira mundial não será superada em várias semanas e que suas conseqüências para o setor automobilístico apenas começaram.

“Acho que a crise não será rápida. Devemos nos preparar para enfrentar turbulências num período relativamente longo”, afirmou Ghosn, em uma conferência em Tóquio.

“Em 2009, a situação do mercado automobilístico será, no melhor dos casos, moderada, algo que pode se estender até 2010, se a crise financeira não for resolvida até lá”, continuou.

O setor está sendo duplamente afetado pela crise financeira, que reduz a quantidade de empréstimos, e pela conseqüente desaceleração econômica.

Ainda não vimos o pior. Embora a crise financeira esteja sendo controlada, as conseqüências de um desaquecimento da demanda sobre os empregos vão ser sentidas a partir de agora”, disse o presidente da Renault e da Nissan.

Para Ghosn, as empresas devem se concentrar agora nos objetivos de curto prazo, com uma atenção particular em sua tesouraria:

“Hoje, a urgência está relacionada à gestão de liquidez”, disse.

[France Presse via Folha Online]

Atualizando em 19.11.2008:

Carlos Ghosn alerta que setor automobilístico não sairá ileso da crise

“Todos serão afetados” pela crise, estimou o executivo brasileiro, lembrando que o mês de outubro foi o pior em 25 anos para as vendas de automóveis nos Estados Unidos.

“Precisaremos nos adaptar, inovar, para sair da tormenta”, indicou Ghosn, destacando que as perspectivas são de fato sombrias para a indústria automobilística mundial, o que inevitavelmente levará à extinção de alguns fabricantes e à fusão de outros.

Leia mais em matéria da Agência AFP via Último SegundoLink

Atualizando em 09.02.2009: Nissan anuncia prejuízo e demissão de mais de 20 mil. Os profundos cortes de empregos marcam um sério revés para o brasileiro Carlos Ghosn, que tirou a empresa da beira da falência em 2000.

Leia mais sobre a crise financeira internacional aqui no blog:

27.10.2008: Crise financeira internacional por Cledorvino Belini (Fiat)

27.10.2008: Crise financeira internacional por Marlin Kohlrausch (Calçados Bibi)

23.10.2008: Crise financeira internacional por Joel Malucelli (Grupo J. Malucelli)

23.10.2008: Antagonismo na publicidade brasileira: Fabio Fernandes vs. Nizan Guanaes no MaxiMídia

17.10.2008: Warren Buffet: “Seja medroso quando todos são gananciosos e ganancioso quando todos são medrosos”

13.10.2008: Crise financeira internacional por F/Nazca Saatchi & Saatchi

12.10.2008: Crise financeira internacional e o Brasil por Stephen Kanitz

12.10.2008: Vídeo: governo Lula e a crise financeira internacional por Arnaldo Jabor

09.10.2008: Relógio da Dívida Nacional americana ultrapassa os US$ 10 trilhões

03.10.2008: Financiamento de carros: a diferença entre Brasil e EUA em meio à crise

14.04.2008: Entenda o Subprime. Um mercado estúpido e ganancioso dos EUA

04.04.2008: A economia chinesa vai desacelerar?

27.01.2008: Brasil: Demanda interna é o que interessa



2 Responses to “Crise financeira internacional por Carlos Ghosn, o brasileiro presidente da Renault-Nissan”

  1. Mercado de autos – crise 2009
    Segue parecer.
    bjs


  1. 1 Crise financeira internacional por Roger Agnelli (Presidente da Vale) « Estratégia Empresarial

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: