John Wilpers e blogs: o futuro da mídia jornal na era colaborativa.

19ago08

Para o americano John Wilpers , consultor sênior da Innovation dos EUA, os jornais brasileiros deveriam dar mais espaços para blogs e assim aumentarem a audiência dos mesmos.

Na era dos prosumidores, prosumers de Alvin Toffler, a forma de interação, consumo e troca de informações mudou totalmente e os jornais devem acompanhar esta tendência inevitável.

A coletividade convergente em torno de grupos com interesses em comum torna a blogosfera um meio pelo qual eu troco informações difundindo mensagens sobre produtos, marcas, serviços, o que for, com uma força avassaladora. E nenhuma empresa consegue controlar, muito menos esconder problemas com as facilidades e a demora de antigamente.

E a mídia jornal pode e deve utilizar desta rede de consumidores criativos e colaborativos, a tal web 2.0 – criando uma sinergia e velocidade nas informações que agradam e muito os leitores habituados a navegar na Internet.

Não tenho dúvidas com esta afirmação de Wilpers, pois a passividade do consumidor ficou para trás.

As empresas estão procurando monitorar os sites de relacionamentos e blogs como já relatado aqui no Blog Estratégia Empresarial, no caso da Unilever.

Leia na íntegra em reportagem da Agência Estado:

A convergência multimídia, ponto prioritário no negócio do jornalismo nos últimos anos, esteve presente em vários painéis do primeiro dia do 7.º Congresso Brasileiro de Jornais.

A ANJ trouxe o consultor americano John Wilpers com a palestra: O novo consumidor de informação – como atrair e retê-lo.

Prático e direto na sua interpretação do que se pode esperar do novo leitor, ele não hesitou em sugerir que os jornais criem páginas específicas para os blogueiros.

Pode parecer contraditório: afinal, algo que nasceu no mundo digital, pode parecer inadequado ao mundo físico. Mas ele mostrou depoimentos que comprovam o que chamou de resistência mágica dos meios impressos.

Wilpers acredita que os jornais no Brasil poderiam se apropriar das microaudiências dos blogueiros, como alguns jornais regionais fizeram com sucesso nos EUA, e, com isso, gerar bom volume de trânsito e audiência para seus sites.

O que mais chama a atenção nas sugestões do consultor poderia ser interpretado como a simples troca da tradicional seção de cartas por um espaço para manifestação do mundo blogueiro.

“Os futuros consumidores de notícia querem ser criadores”, diz o consultor. “Por isso ocorre a expansão absurda dos sites de relacionamento e da blogosfera.”

As últimas pesquisas, segundo Wilpers, mostram que jovens entre 15 e 34 anos não lêem jornal.

“Eles não identificam seus interesses em veículos impressos. Eles gostam de notícias locais e de compartilhar assuntos, e essa possibilidade não é contemplada nos jornais.”

Por isso, ele acha que os blogs crescem em relevância e, com eles, cresce a necessidade da participação. Wilpers recomenda sem temor que os jornais devem criar blogs e videoblogs em seus sites para que os leitores possam colaborar.

Artigos relacionados aqui no blog:

06.08.2008: Unilever: Empresa vai atrás das opiniões dos clientes em blogs e sites de relacionamento.

30.07.2008: Blogosfera: Mais da metade dos internautas brasileiros acessaram blogs em junho.

17.03.2008: O mapa da blogosfera em 2007.

Anúncios


No Responses Yet to “John Wilpers e blogs: o futuro da mídia jornal na era colaborativa.”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: