O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), do Ministério da Justiça, sabia do problema do compacto Fox da Volkswagen desde 2006.

17fev08

Em 2006 em carta encaminhada ao presidente Lula, o químico Gustavo Funada relata o grave problema do Fox ao ter uma parte do dedo decepado. O presidente Lula encaminhou a carta ao DPDC para apurar o caso. Em artigo do Estadão deste sábado.

Na época o órgão recebeu dois laudos conflitantes, um de entidade que acompanha vítimas de problemas com veículos e outro da própria Volkswagen, que foi notificada a prestar esclarecimentos.

O DPDC não pode tratar de casos individuais, mas continuou acompanhando o processo, sem no entanto dar publicidade ao problema.

“Não podíamos adotar medidas em cima de indícios”, diz Maria Beatriz Corrêa Salles, coordenadora-geral de assuntos jurídicos do DPDC.

“A definição sobre se é um caso individual ou de risco coletivo não é simples, e qualquer atitude que tomássemos teria conseqüências.”

Assim mesmo o órgão resolveu manter as investigações. No início deste ano, o DPDC determinou a contratação de um perito independente para fazer um laudo definitivo, mas, para isso, precisa realizar licitação, processo que está em curso. Maria Beatriz informa que medidas podem ser tomadas antes mesmo da conclusão da perícia.

Não sei que lado é pior, a Volkswagen insistindo em seu “face lift” no problema de um produto seu ou o órgão que ao receber uma denúncia demorou mais de dois anos para tomar uma providência, isso somente após o problema aparecer na mídia.

E DPDC, seria óbvio que a empresa acusada, no caso a VW, enviaria um laudo conflitante sobre o problema. Está parecendo mais “preguiça” em apurar o caso do que algo em contrário.

Esta demora pode ter custado oito consumidores com dedos decepados e mais não sei quantas machucadas.

Vale lembrar que foram vendidos mais de 700.000 modelos Fox no País desde o seu lançamento em 2003. Atualmente, o Fox é o 2º Volkswagen mais vendido no Brasil, perdendo apenas para as vendas do veterano VW Gol.

E para piorar o órgão ainda está esperando uma licitação desde o começo do ano para fazer uma conclusão do caso??!! Lamentável.

Em terra de barnabés quem paga o pato são os consumidores.

Anúncios


5 Responses to “O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), do Ministério da Justiça, sabia do problema do compacto Fox da Volkswagen desde 2006.”

  1. 1 Silvio Roberto Campos

    É bom ter uma página que traga preocupação consumidor

  2. Olá Sílvio,

    é o mínimo que nós consumidores devemos fazer. Quanto mais consumidores engajados, dispostos a reclamar sempre de problemas, mais teremos empresas e produtos que realmente tenham comprometimento e acima de tudo seguros para todos.

    Abs

  3. 3 Claudio Soares da Cunha

    Comprei uma moto através de um determinado leilão, até hoje não me foi entregue os documentos nescessários para regularização da transferencia.

    Depois de alguns mêses, após diversos contatos direto, nada foi apresentado como solução.

    Sem rumo e sem saber oque fazer, se possivel solicito de V.Sa. alguma orientação, ou indicar-me qual o orgão que gerencia os leilões no Pais.

    OBS-Conto com todas documentações necessárias
    cunha_luz@hotmail.com
    fone 011-3621.2590
    cel -011.9706.1366

  4. Olá Cláudio,

    sugiro entrar me contato diretamente com o DPDC, aqui no blog não temos nenhuma relação com o departamento.

    Att.


  1. 1 Atendimento ao consumidor: As falhas e as dificuldades das empresas em se relacionar com seus clientes. « Estratégia Empresarial

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: