Alguns dados depois da implantação da lei Seca.

06jul08

Para muitos é um transtorno imposto pelos gestores públicos, mas o bem da verdade, era uma lei a muito tempo para ser regulamentada neste País.

Para completar, estatísticas apontam que entre 60% a 70% dos acidentes de trânsito no Brasil acusam envolvimento com álcool, portanto, quer sair beber, ou vá de ônibus ou peque um táxi ou alguém que não beba e possa dirigir sem problemas.

Outro dia escutei de um colega de trabalho: “Poxa com essa lei eles querem igualar um cara que toma somente uma latinha de cerveja com quem toma uma garrafa de cachaça”.

Oras, lei foi feita para isso mesmo, não distinguir quem tem bom senso ou não e, as estatísticas apontam que a maioria não o tem, portanto, tolerância zero em atos graves faz por merecer uma Lei Seca como esta que começamos a nos habituar e espero que assim o seja mesmo.

Com a Lei Seca, atendimento hospitalar cai até 27% em SP. Três hospitais estaduais de São Paulo, referência no atendimento de vítimas de trauma, já sentiram que o trânsito está mais “sóbrio” desde que entrou em vigor a chamada lei seca. Leia em reportagem do jornal Estadão aqui.

Em São Paulo, 72% dos motoristas aprovam Lei Seca.

Sociólogos, psiquiatras e especialistas em trânsito são unânimes em apontar o motivo da aceitação: o alcance das tragédias provocadas pelo consumo exagerado de bebidas alcoólicas.

“É um problema que já bateu na porta de todo mundo. A coleção de vidas perdidas no trânsito devido ao álcool já fez vítimas um primo, filho ou conhecido”, afirma o presidente da ONG Direção Preventiva, Sérgio Berti.

Leia em reportagem da Agência Estado aqui.

Em outra pesquisa realizada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) mostrou que 70% dos motoristas aprovam o uso dos bafômetros nas blitze da polícia. Desde que a ‘lei seca’ entrou em vigor, o número de vítimas caiu. Mas ainda preocupa. Muitas pessoas sofrem as conseqüências da irresponsabilidade: passam anos na sala de fisioterapia.

Leia mais e assista um vídeo em reportagem do Portal G1, com informações do SPTV aqui.

Mais informações acesse os sites:

APATRU – Associação Preventiva de Acidentes e de Assistência às Vítimas do Trânsito.

ABUTRAN – Associação Brasileira de Vítmas do Trânsito.

ABRAMET – Associação Brasileira de Medicina de Tráfego.

AVITRAN – Associação de Vítimas de Trânsito.

CEPAT – Centro de Psicologia Aplicada ao Trânsito.

Vida Urgente – Fundação Thiago de Morais Gonzaga.

Instituto Rodrigo Marcheschi.

ONG Rodas da Paz.

Leia mais aqui no blog sobre a Lei Seca:

Como a Lei Seca alterou a rotina de quem vive degustando bebidas alcoólicas.

About these ads


3 Responses to “Alguns dados depois da implantação da lei Seca.”

  1. 1 daniel

    estado de sitio implantado por um governo democratico?por que não aplicam sse rigor contra o narcotrfico,corrupção violencia urban?politicagem eleitoral? ou farça para engrupir o povo novamente com intolerancia querendo que eles acreditem que o efeito foi causado pelo rigor da lei .

  2. Olá Daniel,

    entendo as suas palvras e acredite, a lei para aquele que era pego embriagado sempre existiu, mas como neste país, ou é 8 ou 80, era preciso um choque, algo que motivasse as NÃO beber e dirigir após tais atos…os números estão aí, e como tal Lei Seca deve continuar a imperar, sorte de todos nós…

    infelizmente, a velocidade e como as coisas acontecem nas esferas políticas não condizem com o que precisamos…

    Abraços


  1. 1 Bafômetro: Mais nova aquisição em bares e restaurantes. « Estratégia Empresarial

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 65 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: